Pincelada do Bem por todo o Brasil

A campanha Pincelada do Bem, que doa uma cadeira de rodas a cada mil pincéis vendidos, é um sucesso tão grande que foi levada para outras cidades do país.

A campanha Pincelada do Bem, realizada por meio de uma parceria entre a Politintas e a Pincéis Atlas, é um sucesso tão grande que foi levada para todo o Brasil. Isso mesmo! A Atlas gostou tanto da ação que vai reproduzi-la em outras cidades do país.

A sistemática da campanha é bem simples e fácil de ser implementada: a cada mil pincéis Atlas vendidos uma cadeira de rodas é destinada a uma instituição filantrópica. E todo o material de divulgação foi cedido às empresas que quiserem participar.

Campanha Pincelada do Bem - Politintas e Atlas

“O projeto virou uma espécie de ‘franquia’, pois autorizamos a Atlas a usar a marca e o nome para repetir a campanha com seus parceiros em outros lugares do Brasil”, explicou o diretor-executivo da Politintas, Vinicius Ventorim.

“É muito gratificante ver o nosso negócio contribuindo para o bem da sociedade. É uma ação simples, mas que gera um grande benefício para as comunidades onde a Politintas está inserida”, destacou o diretor.

Segundo o gerente comercial regional da Atlas, Alessandro Pereira Brandão, o projeto está recebendo uma atenção especial por parte da empresa. “Acompanhamos bem de perto a implementação da campanha para que possamos obter os excelentes resultados alcançados pela Politintas no Espírito Santo. Aos poucos, a Pincelada do Bem será levada para todo o Brasil”, contou.

O gerente ficou impressionado com a grande mobilização gerada pelo projeto entre a equipe de vendas da Politintas e os consumidores. “Tive a oportunidade de vivenciar uma situação bem interessante em uma loja da Politintas. Um consumidor estava comprando uma ferramenta, ou seja, um produto que não era do segmento de pintura, mas ele acabou levando três pincéis para contribuir com a campanha. Percebemos que a solidariedade tem um peso importante na decisão de compra”.

 

Como a Campanha Pincelada do Bem começou

O nome da campanha e a ideia de realizar uma ação que estimulasse a compra de pincéis em troca da doação de cadeiras de rodas partiu da Politintas. A partir daí, a Criativa Comunicação Integrada, agência de comunicação que atendia a Politintas na época, criou o logotipo e todas as peças de divulgação. Em março de 2014, a campanha foi lançada e, de lá para cá, muitas cadeiras foram doadas.

“É uma alegria saber que o projeto Pincelada do Bem, criado por nós, está sendo realizado em âmbito nacional. O sucesso da ação mostra que estamos no caminho certo ao unir negócios a uma causa social. Essa é uma grande tendência entre as empresas que querem crescer e, ao mesmo tempo, deixar um legado que vai além do material, compartilhando valor com a sociedade”, afirmou Flavia Rodriguez, presidente da Criativa.

Vale destacar que Criativa Comunicação disponibilizou, sem nenhum custo, todas as peças da campanha para a Atlas transformá-la em uma ação nacional. Tudo para que a Pincelada do Bem beneficie muitas pessoas pelo Brasil afora!

Foto da 6ª edição da Campanha Pincelada do Bem
Foto da entrega das cadeiras para oLar da Terceira Idade Professor Coelho Sampaio, na Serra.

 

Projeto nacional começou pelo Rio de Janeiro

A primeira edição do Pincelada do Bem fora do Espírito Santo foi realizada entre os dias 1 e 30 de março pelas lojas Só Tintas, no Rio de Janeiro. Ao final da campanha, oito cadeiras de rodas foram doadas para a UPA de Teresópolis, interior do Estado.

 

Entidades beneficiadas no Espírito Santo

Desde 2014, quando o projeto foi iniciado nas lojas da Politintas, sete entidades da Grande Vitória foram beneficiadas com a doação de 25 cadeiras de rodas.

As instituições atendidas foram: Asilo de Vitória (quatro cadeiras); Centro de Vivências Despertar para a Vida (duas cadeiras); Acacci (três cadeiras); Apae de Cariacica (quatro cadeiras); Lar dos Idosos Avedalma (quatro cadeiras); Associação Lar da Terceira Idade Professor Coelho Sampaio (três cadeiras) e Apae de Vila Velha (cinco cadeiras).

 

O que os beneficiados dizem sobre o projeto

“As entidades vivem com muita dificuldade. Por isso, precisamos de muitas pinceladas do bem, ou seja, de projetos que envolvam a sociedade nessas correntes de solidariedade.”
Cleiton Gomes Filho, gerente administrativo da Apae de Cariacica

“Todas as empresas deveriam se envolver com ações desse tipo, pois qualquer ajuda é muito bem-vinda para que as instituições funcionem adequadamente.”
João Angelo Baptista, diretor presidente do Asilo de Vitória

“A doação contribui muito para o nosso trabalho. Temos pelo menos oito idosos cadeirantes e nossas cadeiras de rodas estavam com defeito, desgastadas. Somos muito gratos à Politintas e à Atlas pela iniciativa.”
Sumaya Chaves Binda, assistente social da Associação Lar da Terceira Idade Professor Coelho Sampaio

Já viu essas notícias?