Politintas apoia 3ª edição do Festival Torta Black

O evento mistura música, dança, grafitti, cultura popular, artesanato e gastronomia capixaba. A programação será realizada sexta-feira e sábado, na Fábrica de Ideias, com entrada franca. Confira a programação.

A Politintas vai colorir o III Festival Torta Black, que será realizado sexta-feira e sábado, próximos dias 12 e 13, na Fábrica de Ideias (antiga Fábrica 747), em Vitória. A empresa é a responsável pelo apoio cultural da programação do Torta Hip Hop, tendo fornecido toldo, camarim, tintas spray, tinta branca e o cachê do coletivo hip hop.

Nesse espaço, haverá batalhas de MCs, obras produzidas por grafiteiros, break e DJs. Tudo isso sob o comando de MC Adikto, uma referência do hip hop no Espírito Santo.

O Torta Black é um festival que mistura ritmos, sabores e saberes capixabas. A programação do evento foi ampliada de um para dois dias, promovendo um grande encontro de música, dança, cultura popular, artesanato e gastronomia, com entrada franca.

Hip hop, congo e gastronomia

A terceira edição terá uma programação diversificada, com a apresentação de coletivos de hip hop, DJs, MCs, grupos musicais de samba, bandas de congo e segmentos produtivos da gastronomia e do artesanato, além de atrações nacionais como Chico César, na sexta-feira (12), e Robertinho Silva e Bonde do Passinho, do Rio de Janeiro, um dos grupos mais premiados de funk do Brasil, no sábado (13).

Um dos idealizadores do festival, Fábio Carvalho, explicou que o encontro é focado na valorização e divulgação de manifestações artísticas e culturais da identidade negra.

“Nesta edição, teremos novidades, como a Feira de Economia Criativa e o Escambo Cultural, que vai promover o debate e a troca de experiências com a participação especial do grupo Bonde do Passinho”, contou.

Realizado por meio de uma parceria com a Fundação Palmares, do Ministério da Cultura, o Escambo Cultural terá como tema “O Protagonismo Político do Jovem Negro e a Economia Criativa”.

Pratos típicos capixabas

No III Torta Black, os visitantes também poderão experimentar pratos típicos da culinária capixaba. “O festival é um espaço para a troca de conhecimentos, cultura e incentivo ao fortalecimento da economia criativa. Daí a importância da Feira de Economia Criativa, onde produtos capixabas poderão ser comercializados, criando oportunidades de negócios para artesãos e empreendedores”, afirmou Alcione Dias, que também é idealizadora do festival.

A estimativa é que cerca de 3 mil pessoas circulem pela Fábrica de Ideias nos dois dias de evento. Confira a programação e divirta-se!

Programação

Sexta-feira (12/12)
19h – Solenidade de abertura, com a participação de autoridades e parceiros, e a inauguração da Feira de Economia Criativa
19h30 – Banda de Congo Amores da Lua
20h – Edson Papo Furado
21h30 – Chico César

Sábado (13/12)
14h – Abertura da Feira de Economia Criativa
15h – Escambo Cultural: debate, troca de experiências e vivências artísticas, com participação do Bonde do Passinho. Tema: “O Protagonismo Político e Cultural do Jovem Negro e a Economia Criativa”
16h – Torta Hip Hop (batalhas de MCs, DJs, break e grafitti)
18h – Congo Mirim da Ilha
18h30 – Banda de Congo Mestre Honório
19h – Grupo de Percussão Manguerê
19h30 – Bonde do Passinho
20h – Suspeitos na Mira & Convidados
21h – Zé Moreira & Robertinho Silva
22h – Grupo de Percussão Manguerê
22h30 – Big Bat Blues Band

Já viu essas notícias?