Usando a cor branca em casa com personalidade

Quem disse que um ambiente em casa todo branco é frio e sem graça? Basta apostar nos materiais certos para conferir personalidade ao espaço. Veja as dicas do arquiteto Max Mello.

Clássico e atemporal, o branco é uma escolha que nunca sai de moda. Essa cor facilita a entrada da luz, amplia os espaços, dá a sensação de limpeza e se adequa a qualquer outra tonalidade usada na decoração.

E se engana quem pensa que um ambiente todo branco é frio e sem graça. Basta apostar nos materiais certos para conferir personalidade ao espaço.

A dica é do arquiteto Max Mello, um apaixonado pelo branco. Ele costuma usar essa cor como base para paredes, pisos e tetos, pois isso lhe dá liberdade para aplicar outras cores e texturas, de acordo com o tema de cada projeto.

“Quem mora em centros urbanos passa boa parte do dia sendo bombardeado por uma enxurrada de informações, cores e estímulos sensoriais. Ao chegar em casa, as pessoas têm a necessidade de relaxar a mente e os olhos. Por isso, sempre proponho para os meus clientes ambientes com cores neutras, não muito vibrantes, para provocar sensação de paz, aconchego e acolhimento”, explica o profissional.

 

Tons terrosos e da natureza

Para Max, os tons terrosos e da natureza, como nude, bege, areia, pérola, gelo, cáqui, fendi, marrom e castanho, caem muito bem com o branco. Ele também costuma utilizar em seus projetos uma larga paleta de tons off-white.

Gosto de misturar algumas texturas aconchegantes aos tons brancos, como madeira, algodão, couro, peles de animais e fibras naturais, tudo com o intuito de quebrar a frieza da cor. Outra opção é usar texturas como tapetes, tecidos, cestarias, fibras manuais e rochas naturais. Esses materiais estimulam os olhos e o tato”, destaca.

Para dar vida e alegria aos ambientes, também vale apostar em plantas ornamentais e flores. “Dê preferência a arranjos naturais”, orienta.

 

Como facilitar a limpeza

A essa altura, muitos podem estar pensando: e na hora de limpar os ambientes brancos? Deve dar muito trabalho! Mas hoje existem vários recursos para facilitar a limpeza.

Tecidos sintéticos que imitam com perfeição os tecidos naturais e impermeabilizantes para tecidos e madeiras naturais facilitam a manutenção. Também costumo usar móveis em acabamento de laca brilhante, tampos de vidro branco, bancadas em nanoglass brilhante e superfícies lisas em geral, de modo a facilitar a limpeza e não acumular sujeira”, conta Max.

Segundo ele, existem atualmente persianas de tecido e tintas que possuem produtos químicos em sua composição que repelem a sujeira, não aderindo qualquer tipo de pó em suas superfícies. “Isso é maravilhoso! É o milagre da tecnologia!”, afirma.

 

Tintas que combatem a sujeira

Na Politintas você encontra essas tintas especiais, como as tintas superlaváveis, que têm um aditivo especial que permitem a limpeza das manchas sem danificar a pintura.

Para fachadas, a dica é a Suvinil Sempre Nova, o melhor investimento para manter o pó preto bem longe da sua casa.

 

Alguns projetos do arquiteto Max Mello

Living Casa Cor 2014 - Max Mello
Living da Casa Cor ES 2014 – “Neste ambiente impera a monocromia do branco e seus subtons de off-white. Utilizei texturas e diferentes materiais para quebrar a monotonia do branco. Cestarias, tricô, couro cortado a laser, bancada de mármore branco, o lustre de fibra de barbante, as persianas listradas, a tela em tons sombreados, tudo para dar movimento à composição. Os arranjos de plantas verdes e leves toques de madeira dão vida ao espaço. Também usei tecidos sintéticos com toques naturais e persianas de tecido que repelem a poeira.” Crédito da foto: Felipe Araújo

 

Home Office Residencial - Max Mello
Home office residencial – “O branco se mistura com os tons neutros nude, cáqui e fendi para uma composição mais aconchegante e acolhedora. A parede em painel 3D e o tapete felpudo dão ritmo ao visual, enquanto a madeira e os arranjos de plantas dão um toque terra (sensação de segurança, raízes, família). Os tecidos sintéticos e a marcenaria de laca brilho em tons de off-white seguem a preocupação com a manutenção.” Crédito da foto: Max Mello

 

Sala de estar residencial - Max Mello
Sala de estar residencial – “Neste ambiente usei a base toda branca (piso, paredes, teto, marcenaria, cortinas e mobiliário). Os destaques são os arranjos florais e os adornos que fazem composição com a poltrona estampada. O brilho dos tons dourado e prata dos objetos e do lustre valoriza a composição, enquanto a mesa e as cadeiras de madeira dão o toque de sobriedade.” Crédito da foto: Max Mello

Já viu essas dicas?