A influência das cores em nosso dia a dia

Usar as cores certas nas paredes da sua casa ou do ambiente de trabalho pode resultar em mais felicidade, saúde, disposição, otimismo e produtividade.

Você sabia que as cores podem proporcionar melhor qualidade de vida para você e sua família?

Geralmente não paramos para pensar sobre esse assunto, mas a influência das cores nas pessoas já está mais do que comprovada por vários estudos. Utilizar as tonalidades certas nas paredes da sua casa ou do ambiente de trabalho pode resultar em mais felicidade, saúde, disposição, otimismo e produtividade.

Você conhece a Cromoterapia?

De acordo com os princípios da Cromoterapia, prática que usa as cores com fim terapêutico, cada cor tem uma função e atua no nosso corpo, mente e emoções. Quando uma pessoa está sob o efeito dos mais diversos tons, seus olhos captam esses estímulos coloridos e os transmitem ao cérebro, que pode agir liberando substâncias que influenciam nas funções biológicas e no humor.

“As cores estimulam o sistema nervoso e atuam no bem-estar físico, mental, energético e espiritual das pessoas. Na verdade, todos os seres vivos têm essa conexão com as cores, até mesmo as plantas. Elas se beneficiam, por exemplo, dos raios solares para se desenvolverem”, afirmou a naturóloga Paula Cristina Ischkanian, que é doutora em Ciência (USP) com ênfase em Saúde Pública e professora universitária.

Por isso, segundo a especialista, na hora de pintar as paredes de casa, a pessoa deve pensar no propósito de cada ambiente.

Quarto de estudo amarelo“A pessoa deve se perguntar: que sensação ou emoção eu quero estimular? Por exemplo, se ela for pintar um quarto de estudos, uma boa opção é usar a cor amarela, que é ligada à sabedoria e estimula a concentração. Já se uma família tem sobrepeso e quer reduzir o apetite, não é aconselhável aplicar um tom alaranjado na parede da cozinha, porque essa cor o estimula.

Acredito que a casa seja como um pequeno templo, no sentido de ser um lugar onde o morador busca paz, felicidade e bem-estar. Então, é importante usar as cores de uma forma favorável”, destacou Paula.

Pessoas ansiosas devem apostar mais em cores frias, como verde e lilás, que acalmam e transmitem aconchego, enquanto aquelas que sofrem de depressão podem utilizar cores quentes em alguns ambientes, como vermelho e laranja, que são mais vivas, alegres e estimulam o entusiasmo.

“Cada cor tem uma faixa de atuação. Tenho casos de interagentes (pacientes) que trataram a depressão com práticas integrativas e complementares de saúde por meio da Naturologia, entre elas a Cromoterapia, e que obtiveram ótimos resultados. Isso também ocorreu em casos de hipertensão e ansiedade. O uso das cores é um recurso natural e que atua de forma muito favorável na promoção da saúde”, acrescentou a professora.

Então, se algum dos ambientes da sua casa está pintado com uma cor que não lhe agrada, é hora de mudar, pois, a longo prazo, esse espaço poderá lhe causar mal-estar e depressão. A dica é escolher a sensação que você quer ter em cada cantinho do seu lar e ser ainda mais feliz!

Que cores usar?

Agora que você já sabe qual a importância das cores no seu dia a dia, só falta escolher quais sensações e sentimentos que deseja estimular em sua casa ou no ambiente de trabalho e mudar a pintura das paredes.

O mercado de tintas oferece hoje uma imensa variedade de tonalidades para que você possa levar exatamente a cor que deseja.

Nas lojas da Politintas, além de contar com as orientações dos nossos especialistas, você encontra o Colorímetro da AkzoNobel (Coral). O aparelho capta a cor de amostras fornecidas pelo cliente e indica a referência mais próxima a ela no catálogo de cores. O resultado da leitura é bem rápido: em apenas 10 segundos é possível saber qual tinta levar para casa.

Ficou curioso para saber mais sobre as caraterísticas de cada uma das cores?
É só conferir o artigo que fala sobre o significado das cores e levar para o seu lar as melhores sensações!

Já viu essas dicas?