Como repintar as paredes após as chuvas

Se sua casa está sofrendo com a umidade causada pelas chuvas ou ficou exposta a alagamentos, confira as nossas dicas sobre como fazer a higienização e a repintura das paredes.

Bolhas, infiltrações, mofo e outros estragos causados pelas chuvas podem ter danificado as paredes de casa, que devem ser restauradas para preservar a saúde dos moradores e, de quebra, renovar os ambientes.

Afinal, uma casa bonita e saudável é tudo o que a gente quer, não é mesmo? E para dar início a essa transformação, o primeiro passo é cuidar da higienização das paredes, ou seja, tratar dos danos estruturais antes de pintá-las.

Caso a parede esteja com mofo, devido ao excesso de umidade, a remoção pode ser feita com o uso de uma solução de água com água sanitária (proporção de 1 para 1) na região afetada. Basta lavar a área com uma escova de náilon e deixar a solução agir por 30 minutos, limpando com um pano úmido em seguida.

E atenção: caso sua casa tenha sido invadida pelas águas da chuva, esse procedimento precisa ser realizado, para que os ambientes sejam higienizados. Para evitar o risco de contaminação, é recomendado usar luvas e botas.

Após a secagem das paredes, é preciso observar se o reboco está esfarelando. Neste caso, será preciso aplicar uma demão de fundo preparador à base de água antes de utilizar a tinta.

Se o problema, porém, for a formação de bolhas, o trabalho é um pouco maior, já que a superfície danificada deve ser raspada com espátula ou escova de aço e depois lixada.

A seguir, deve-se retirar o pó da parede e aplicar um fundo reparador para agregar as partículas soltas. Depois de estar bem seca, a parede está pronta para receber a massa e a tinta.

Quando ocorre infiltração entre a pedra (mármore ou granito) e a esquadria da janela, vale a pena fazer a reaplicação do silicone para evitar novos danos à pintura.

Já viu essas dicas?