Boa pintura requer as ferramentas certas

Não adianta pensar apenas na tinta. Quem quer caprichar na pintura precisa usar boas ferramentas, como rolos, pincéis e trinchas.

Muitas pessoas que vão pintar suas casas pela primeira vez, ou que querem simplesmente renovar a pintura, buscam tintas de melhor qualidade para deixar o imóvel bonito por mais tempo.

No entanto, a maioria desconhece que, para ter uma boa pintura, não basta apenas comprar uma tinta que ofereça um acabamento melhor. Quem procura um resultado final de maior durabilidade precisa usar boas ferramentas também, como rolos, pincéis e trinchas.

É essencial que elas sejam usadas de forma correta, pois isso resultará em uma pintura daquelas de fazer inveja.

Ferramenta certa para cada tipo de pintura

Para pintura de áreas grandes, o mais indicado é usar os rolos, que permitem maior rendimento do material a ser utilizado. Os rolos de lã de carneiro são a opção ideal para quem deseja mais qualidade nas aplicações. Eles são mais indicados para pinturas à base de água, látex PVA ou acrílico.

Existem também os rolos de pelo baixo, que devem ser usados especialmente em superfícies lisas e emassadas. Sua textura absorve melhor o material e impede excessos.

Já os rolos de pelo médio devem ser utilizados em superfícies semi-rugosas ou levemente texturizadas. E para as bases rugosas ou texturizadas, o correto é optar pelos rolos de pelo alto. Também existe no mercado um rolo específico para tinta epóxi, que é bem mais resistente que os demais.

Acabamento e facilidade

A qualidade do pincel tem efeito direto no acabamento e na facilidade com a qual a tinta é aplicada. Normalmente, os pincéis são indicados para aplicação de esmaltes, vernizes, tintas a óleo, tintas látex e complementos, como fundos para madeiras, seladores e metais. Além disso, são usados para pintar detalhes, cantos, recortes e superfícies de portas e janelas.

É importante destacar que os pincéis de cerdas grisalhas são para o uso de tintas PVA e acrílica. Já os de cerdas escuras são para trabalhar com tintas a óleo, esmaltes e vernizes.

Outra dica importante: na hora de pintar é essencial observar o estado de conservação dos rolos e pincéis, pois ferramentas velhas colocam em risco a qualidade final do serviço. A utilização de material envelhecido gera custos extras, pois a pessoa terá de gastar mais com tinta e mão de obra para fazer a repintura.

Cuidados com rolos e pincéis

Para aumentar a vida útil dos pincéis e rolos, é preciso limpá-los logo após o uso e guardá-los de maneira correta. Quando forem utilizadas tintas à base de solvente, é essencial limpar as ferramentas com tíner ou aguarrás e depois com água e sabão ou detergente.

Quando a tinta for à base de água, é recomendável fazer a limpeza somente com água e sabão ou detergente. Para a conservação ideal dos pincéis, arrume as cerdas com um pente, umedeça-os com óleo vegetal e guarde-os enrolados em papel impermeável.

Nunca deixe os pincéis mergulhados em água, de cabeça para baixo. Eles devem ser limpos imediatamente após seu uso para evitar que resíduos de materiais interfiram em uma nova pintura e danifiquem mais rapidamente a ferramenta com a deformação das cerdas ou ferrugem de cabos metálicos. O ideal é guardar os pincéis na vertical, com os pelos para cima.

Pronto! Agora você já sabe que para ter uma pintura mais bonita e econômica, é preciso trabalhar com as ferramentas certas e de qualidade. Se está na dúvida de qual cor escolher para o ambiente da sua casa ou apartamento, separamos algumas dicas para você:

Já viu essas dicas?